AUMENTO NÃO! Marx Beltrão critica sexto aumento da gasolina em 2021 e afirma que adotará mais medidas contra alta nos preços

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (8), mais um aumento de combustíveis. Trata-se do sexto reajuste em 2021. A partir de terça-feira (9), a gasolina será reajustada em 8,8% nas refinarias e o diesel em 5,5%. Com isso, os preços médios nas refinarias serão de R$ 2,84 por litro para a gasolina e de R$ 2,86 por litro para o diesel — o que representa uma alta no ano de 54% no preço da gasolina e de 41,6% no diesel.

O deputado federal Marx Beltrão reagiu ao novo aumento – o sexto em pouco mais de dois meses do ano de 2021, e afirmou que “este novo aumento é uma vergonha, um descaso para com os motoristas. Ninguém agüenta mais. Se continuar assim, em muito breve teremos gasolina custando R$ 6,00 ou mais. Já fui ao Procon de Alagoas, já notifiquei a Agência Nacional do Petróleo em Brasília, e seguirei adotando medidas para proteger os consumidores quanto as estes aumentos freqüentes e inadmissíveis”, disse Marx.

Segundo a Petrobras, o aumento se dá por “alinhamento dos preços ao mercado internacional [que] é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido, sem riscos de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros refinadores, além da Petrobras”. A empresa lembra que esse mesmo equilíbrio competitivo foi responsável pelas reduções de preços quando a oferta cresce no mercado internacional, como ocorrido ao longo de 2020.

Este é o segundo reajuste dos combustíveis apenas em março, após a intervenção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no comando da petroleira ao substituir Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna.

Botão Voltar ao topo